No dia 08 de março, recorda-se os 13 anos de falecimento de Ginetta Calliari, uma das primeiras companheiras de Chiara Lubich e uma das pioneiras do Movimento dos Focolares no Brasil.

Haverá uma missa neste dia 08 de março, às 18h30, na igreja de Jesus Eucaristia, localizada em Vargem Grande Paulista (SP), na Mariápolis que leva o seu nome. A cerimônia será presidida pelos bispos D. Severino Clafeen – Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato da CNBB e D. Celso Queiroz, bispo emérito de Catanduva (SP), que ao longo do tempo segue o caminho dos leigos no Brasil.

Em todo o Brasil, diversas missas serão realizadas por Ginetta Calliari, que nasceu em Trento (Itália), em 15 de outubro de 1918. Em 1944, conheceu Chiara Lubich e ao ouvi-la falar de Jesus Crucificado e Abandonado, como expressão máxima do amor de Deus, decidiu deixar tudo para consagrar a sua vida a Ele.

Seguindo os passos de Chiara, Ginetta viveu com ela a experiência da fundação e expansão do Movimento dos Focolares. Em 26 de outubro de 1959, juntamente com outras três focolarinas e quatro focolarinos, Ginetta veio para o Brasil, o primeiro país além da Europa a acolher o Movimento dos Focolares, estabelecendo-se em Recife. Ginetta e os demais não poupam esforços para difundir o Ideal da Unidade. Em 1969, ela se transferiu para Vargem Grande Paulista, dando início ao Centro Mariápolis, que se transformaria na Mariápolis Araceli, onde Ginetta viveu por 32 anos.

Mais informações:

https://www.facebook.com/pages/Ginetta-Calliari/210761768942040?fref=ts

http://ginettacalliari.blogspot.com.br/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ginetta_Calliari

 


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)