De 22 a 24 de janeiro, a Mariápolis Ginetta (Vargem Grande Paulista – São Paulo), será sede de um encontro promovido pelo Movimento dos Focolares que vai reunir sacerdotes e leigos envolvidos nas paróquias para viver juntos uma escola de comunhão à luz do carisma da unidade. São esperados os membros da Segretaria Internacional do Movimento Paroquial, setor dos Focolares, com sede em Rocca de Papa (Roma), formada por um sacerdote e dois leigos. O encontro é voltado para todos os que se interessam, ajudam ou se empenham em atividades paroquiais como catequese, equipe de liturgia, cantos, ministros da Eucaristia, bem como Párocos e Vigários Paroquiais.

No Brasil, os bispos clamam para uma conversão pastoral, isto é, que a paróquia se torne comunidade de comunidades (Documento CNBB n 100). O objetivo do encontro é aprofundar o documento, oferecer experiências de comunidades que brotam da Palavra do Evangelho vivida, focalizando o Ano da misericórdia. Serão experiências de jovens, ministros, catequistas envolvidos em paróquias de varias regiões do Brasil. É a presença de Cristo nas comunidades que se atua lá onde se vive o mandamento novo do amor recíproco que testemunha Deus. Ainda, a Igreja em saída: comunidades paroquiais missionárias, onde as pessoas tem abertura ao diálogo a 360° porque o território abraça pessoas católicas e não, de diferentes religiões e pessoas sem referencial religioso, pois o contexto cultural em que vivemos hoje é pluralista.
Essa escola terá também um respiro internacional, pois a equipe que vem de Roma oferecerá um panorama mundial dessa vida, enquanto vai conhecer o que esta sendo atuado aqui no Brasil.

Fazer da paróquia uma “Casa e escola de comunhão” é a indicação dada por S. Joao Paulo II na Novo Millenio Ineunte, que sintetiza o sentido da ação do Movimento Paroquial. Nos anos 60, numerosos párocos, em contato com o Movimento dos Focolares, constataram que a espiritualidade comunitária que o caracteriza tinha uma incidência não só em suas vidas, mas também nas atividades pastorais e comunidades paroquiais. Na audiência de 13 de julho de 1966, o próprio Paulo VI encorajava a levar o espírito da unidade nas paróquias. Para responder a este desejo, Chiara Lubich fundou o Movimento Paroquial que se demonstrará estar em profunda sintonia com as indicações do Papa S. Joao Paulo II, Papa Bento e hoje, Papa Francisco.

Mais informações:
Talita – anafortes@hotmail.com.br /(11) 99972-6466
Roberto – robertofortes@hotmail.com.br /(11) 99936-6785
http://www.focolares.org.br/movimento-dos-focolares/um-povo/movimento-paroquial/


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)