Compartilhar os desejos do outro

 

A comunhão entre nós deve chegar ao ponto de compartilhar até mesmo os desejos uns dos outros. O que é importante para o irmão deve ser importante também para mim. O amor mútuo nos leva a esse nível de relacionamento. Eu vivo com o outro e pelo outro e vice versa. Fazer-se um com os irmãos é a forma mais concreta de amar e deve ser a regra que precede todas as outras, deve ser a estratégia para se alcançar a unidade com todos. Quem ama se antecipa tomando a iniciativa e intuindo a necessidade de quem está a seu lado. Essa dinâmica é o prenúncio do Paraíso, onde o amor prevalece sempre.

Apolonio Carvalho Nascimento


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)