Brasília: jornada sobre a família reúne 600 pessoas

 

No dia 18 de março, a comunidade de Brasília recordou o nono aniversário de falecimento de Chiara Lubich com uma jornada para as famílias que reuniu 600 pessoas entre adultos, jovens, adolescentes e crianças.

A programação foi bem dinâmica. Na primeira parte do programa; apresentação de Famílias Novas, do tema Sementes de Comunhão para a Humanidade do 3º Milênio e experiências relacionadas à vida de família. Na segunda parte do programa todos, adultos, jovens, adolescentes e crianças puderam participar de várias oficinas: country, Hip-hop, canto contador de histórias, música e movimento, percussão corporal. Depois cada oficina fez sua apresentação.

 

Algumas impressões deste dia.

“Para mim foi uma experiência enriquecedora espiritual. Quando cheguei estava triste, desanimado e abatido. Trinta minutos depois me sentia outra pessoa. No fim do evento me sentia uma pessoa acolhida. Sabe quando você está na praia e sem perceber ou dar atenção ao Sol, percebe-se que está bronzeado? Pois é, assim o Sol do amor me “bronzeou” sem que me desse conta”.

 

“Achei muito interessante e alegre os vários depoimentos e situações de casos de famílias. Gostei bastante das oficinas e as apresentações foram muito divertidas. (…) com certeza no próximo estarei aqui de novo com a minha família”.

 

“Experimentei o mesmo clima de família, unidade, alegria que experimentei nos primeiros encontros que participei do Movimento dos Focolares. Estou saindo com o coração muito cheio de esperança e uma fé na família. Além disso, achei alguns pontos extremamente positivos: 1º) o programa ter sido organizado pensando em toda a família, inclusive para as crianças ficarem dentro da sala; 2º) a maneira como o tema foi feito (achei um verdadeiro exercício de acolhida para quem veio pela primeira vez, além de ter sido leve e profundo ao mesmo tempo); 3º) experiências contemplarem as diversas fases e realidades da vida em família”.

 

Também as crianças deixaram suas impressões por meio de desenhos maravilhosos ou quando os pais redigiram o que elas disseram:

“Gostei das salinhas das histórias. Gostei de participar do teatro no palco. Adorei apresentar. Gostei de todos apresentando. (Gabriela – 5 anos)”

“Eu gostei de tudo (Marina Bastos – 5 anos)”

“Eu gostei de todas as apresentações (Clara – 7 anos)

Regolamento (500)