A política e a cidade sob a ótica da unidade

 
A comunidade de Brasília contou com a presença de Sérgio Prévidi, para um encontro especial sobre "A política e a cidade sob a ótica da unidade".

Na última segunda-feira (03) a comunidade de Brasília teve um significativo encontro dialógico de formação política com visitas ao bem comum e à fraternidade.

Sérgio Previdi, ex-prefeito de Itu e presidente do Movimento Político pela Unidade, deslocou-se de São Paulo para este encontro. Em sua fala, destacou o resgate do “princípio esquecido” que é a fraternidade.

Como dizia, Chiara Lubich, é por meio da “arte do diálogo” que é possível se aproximar de ser humano à ser humano e ter assim, a fraternidade como categoria de vida, enraizada na cultura de um povo, de uma cidade e de uma nação.

Ou seja, a a fraternidade é na política um valor universal. 

Entre as 75 pessoas, haviam jovens, dirigentes de outros movimentos (Comunhão e Libertação, CVX), lideranças da cidade, empresários, jornalistas, operários, idealistas políticos, um sacerdote (Pe. Onivaldo), um líder da comunidade judaica e uma robusta presença da comunidade dos focolares.

Os participantes eram uma amostra do universo da cidade, quase que já preparada para colher com profundidade o tema: “A política e a cidade sob a ótica da unidade”. 

Mãos à obra 

De fato, as palavras do Sergio e também as experiências compartilhadas caíram em terreno fértil e reacenderam a motivação para se trabalhar por uma nova política.

O protagonismo do cidadão foi valorizado, porém com uma nova ótica, a da fraternidade. Falou-se, na conclusão, sobre o trabalho em rede, do papel das cidades, da obrigação do cristão (e de todos) de envolver-se na política, da esperança de transformarmos a política e a cidade e, sobretudo, do passar bem o bastão para as novas gerações.

 

Regolamento (500)