Redescobrindo o valor da família, no Rio Grande do Sul

 

A comunidade do Movimento dos Focolares de Porto Alegre, RS, realizou no dia 3 de junho uma jornada dedicada às famílias, com o tema “Redescobrindo o valor da Família”. Cerca de 220 pessoas entre adultos, adolescentes e crianças, estiveram no Colégio Champagnat para participar das atividades.

O salão, as salas, o ginásio de esportes e todo o material foram doados pelos irmãos Maristas e a Rádio Aliança FM abriu seus microfones para que a comunidade divulgasse a Jornada durante o programa “Pelos frutos os conhecereis”. Durante uma hora puderam falar do Movimento dos Focolares e da jornada que se aproximava.

A Jornada começou com um grupo de casais da cidade de Lajeado. Por meio de canções e uma dramatização de várias cenas do cotidiano da vida familiar, as famílias puderam se ver, se reconhecer, questionar e refletir sobre as suas atitudes na vivência do dia a dia.

Também nessa primeira parte, foi apresentada a história do Movimento e a proposta da Jornada, que fazia parte da comemoração dos 50 anos de Famílias Novas e encerramento da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos.

Família na prática 

Muitas foram as experiências desse dia, especialmente sobre os valores da vida em família, suas dificuldades e alegrias. Elas buscavam exprimir as bases do tema de Chiara Lubich: “Família: sementes de comunhão.”

Compartilhamos algumas com vocês.

Um dos casais partilhou as dificuldades e alegrias de trabalhar juntos em uma loja e testemunharam que procuram se colocar no lugar do outro e sempre recomeçar no amor para superar os desafios cotidianos.

Uma família subiu ao palco com as crianças, todos empenhados em viver o amor em família. Os pais compartilharam como buscam acompanhar as experiências dos filhos na escola, sempre com o diálogo. Já os filhos, contaram como procuram fazer os atos de amor também com os colegas de escola.

Um jovem adulto compartilhou com os participantes da Jornada a sua experiência de ter sido adotado, juntamente com seus três irmãos. Contou a todos que foi criado com muito amor e que após uma experiência de um ano fora do País, ao retornar quis assumir responsabilidades que antes postergava e se manter em um trabalho no qual teve a oportunidade de reconhecer todas as implicações necessárias para levar adiante uma família.

Um adolescente contou a experiência de passar 20 dias de suas férias com sua irmã menor na casa da avó. Durante esse período, a avó adoeceu e foi ele mesmo que precisou chamar a ambulância. Durante os dias no hospital, o adolescente falou da experiência de poder retribuir todo o amor que a avó já havia dedicado a ele.

As crianças, que tiveram uma programação paralela durante a Jornada sobre os pontos da arte de amar, retornaram ao final e apresentaram uma música.

No final, as impressões sobre aquele dia expressaram claramente o desejo de construir e reconstruir os valores da família, nesta perspectiva do amor e unidade nos relacionamentos.

Regolamento (500)