Há mais alegria em dar do que em receber

 

Tenho o bom hábito de verificar de vez em quando o meu armário e ver o que é supérfluo e fazer uma doação. Não só exercito o desapego, como tenho a oportunidade de ajudar uma pessoa. Com certeza o que me sobra falta para alguém. Olhemos os nossos bens, vejamos o que realmente precisamos e o que temos a mais. Podemos sempre partilhar alguma coisa. Quando partilhamos nossos bens sentimos uma alegria nova, maior do que a que tivemos ao adquiri-los: é a alegria pelo bem que fizemos e por ver que nada nos falta. Porque “há mais alegria em dar do que em receber.” (At 20,35)

Apolonio Carvalho Nascimento

Regolamento (500)