O sapato nº 38

 

Nos primeiros tempos do Movimento dos Focolares, um pobre pediu a Chiara Lubich um par de sapatos número 42. Chiara foi até à Igreja e ali, diante de Jesus, pediu: ‘dai-me um par de sapatos para você naquele pobre“. Ao sair da Igreja, uma senhora a chama e a entrega um par de sapatos. Era exatamente do número 42, masculino!

Eis que dias atrás recebemos esta experiência incrível da Mirtes, do Maranhão:

“Faço visitas periódicas à Fazenda da Esperança em Caxias/MA. Em uma dessas visitas, contei aos acolhidos a história de Chiara e a experiência do sapato número 42. Ao sair da capela, um jovem se aproximou e me disse que estava precisando de um sapato. Perguntei seu número de calçado, me virei para o sacrário e lhe convidei: “podemos fazer o mesmo, pedir a Jesus”.

À noite participando da reunião com os internos do Movimento dos Focolares, uma pessoa que nada sabia, me disse: Tenho algo para ti, e me entregou duas sacolas com sapatos, eram 9 pares, entre estes um número 38 que era exatamente o número do sapato daquele jovem.”

 

Regolamento (500)