Padres, sacerdotes, diáconos e seminaristas participam de retiro anual dos Focolares

 

De 15 a 19 de janeiro, cerca de 110 padres, sacerdotes, diáconos e seminaristas de diversas cidades do Brasil participaram do retiro anual dedicado a eles no Centro Mariápolis Ginetta.

Durante os 4 dias, muitas foram as oportunidades de reflexão e formação. A focolarina Darci, apresentou aos presentes a meditação de Chiara Lubich “A Paixão pela Igreja”, do ano de 1966. Outra temática foi “O sacerdócio e a pastoral à luz do pontificado do Papa Francisco”, conduzido pelo Padre Hélio.

E não parou por aí. Também aprofundaram “A vocação da Obra à Unidade”, “A formação sacerdotal à luz da Ratio fundamentalis“, Afetividade e Relacionamentos e dois temas incríveis sobre o ponto da espiritualidade em estudo este ano no Movimento dos Focolares: “Via Mariae”, de Chiara Lubich e “Em Maria, o nosso desígnio”, tema principal de 2018.

As experiências permearam os temas como os desafios de levar o carisma da Unidade nos seminários, os desafios da vocação, entre outras.

Abaixo, algumas impressões.

Manifesto aqui a alegria em participar desse retiro espiritual para padres, diáconos e seminaristas do movimento. Vivenciei nestes dias intensos momentos de espiritualidade e aprofundamento do carisma da unidade, além de uma riquíssima comunhão fraterna entre os participantes. Destaco aqui: as meditações diárias, sobretudo as de Chiara Lubich; a reflexão do Pe Ricardo sobre o documento Ratio fundamentalis e a reflexão do focolarino e psicólogo Alex sobre “Afetividade e Relacionamentos”. Agradeço a Deus, à formação e a todos os membros do Movimento dos Focolares aqui do ES por não medirem esforços na comunhão e providência, graças a vocês, estas experiências foram possíveis. Sinto-me fortemente enriquecido e motivado diante dos momentos vivenciados, e impulsionado a fazer uma caminhada em vista de construir a unidade no meu círculo de convivência. 

Diolino (seminarista da Diocese de São Mateus – ES

: mais uma vez, volto deste retiro fortalecido e revigorado. É sempre bom está naquele pedacinho do paraíso, viver a unidade entre padres, diáconos e seminaristas concretizando Jo 17,21 “que todos sejam um”. Mais feliz fico ainda por não ter ido sozinho e vivenciar estes dias com os irmãos seminaristas Diolino e Rafael. Acredito que representamos bem nossas dioceses e o estado do ES. A melhor retribuição a cada um de você que nos ajudaram é a oração, certo de que a recíproca é verdadeira. Afirmo ainda que, vocês estão colaborando com nossa formação, pois o carisma não nos impõe nada que vá contra as diretrizes da formação dos novos presbíteros, senão potencializar aquilo que há de melhor. Na unidade sempre! 

Jonathan (seminarista da Diocese de São Mateus)

: É quase impossível expressar por palavras a experiência que vivi durante o retiro anual dos padres e seminaristas. Diante do carisma da unidade, pude perceber a presença de Deus em cada gestos e palavras das pessoas que ali se encontrava. Pois não importa como está a minha vida, ao olhar para Maria, a Virgem Desolada, Jesus sempre se faz presente quando me coloco a disposição da sua obra. Também não posso deixar de me expressar como foi gratificante poder viver o carisma da unidade entre os padres e seminaristas e buscando aprofundar cada vez mais neste amor recíproco porque todos somos um. Com certeza com essa experiência que eu vivi durante esses dias de retiro a minha vocação ficou mais evidente e tendo de fato a convicção que é o próprio Deus que me chama a viver e ter essa vida. 

Rafael Martins (seminarista da Arquidiocese de Vitória)

Regolamento (500)