Por Ti, Jesus

 

Um dia saí da Universidade para Jantar com alguns amigos, mas como tudo foi decidido de última hora, acabei não avisando para minha mãe que não iria jantar em casa. O jantar acabou e fui para casa, mas no caminho encontrei um homem em situação de rua debaixo da chuva pedindo algo para comer e este tipo de situação sempre me incomodou, mas sempre me faltou coragem para fazer algo diferente em nome das pessoas em situação de rua.

Entretanto, neste dia fazia pouco que havia lido a última exortação apostólica do papa Francisco que fala da construção de uma santidade que está ao alcance de todos e que é construída no dia a dia e logo depois de ler sempre me perguntava como poderia trilhar também este caminho tão belo que é o da Santidade.

Pois bem, pensando nisso me perguntava ao chegar em casa o que poderia fazer de diferente naquele dia e então logo me veio uma ideia: pegar o Jantar que haviam feito para mim e entregar para aquele senhor que pedia comida, então fui à cozinha, esquentei a comida e levei para aquele senhor, mas como disse, para mim sempre foi muito difícil fazer algo a mais para estas pessoas, então para não perder a coragem ia no caminho sempre repetindo “por ti Jesus” e então cheguei, coloquei o carro em um lugar e levei a comida para aquele homem, mas não conversamos nada, talvez porque me faltou um pouco mais de coragem .

Entretanto, já estava indo embora quando outras cinco pessoas em situação de rua me pediram algo para comer, mas infelizmente eu só tinha aquele prato de comida. Me senti feliz por conseguir fazer algo, mesmo que pequeno para aquele homem, mas segui sempre me perguntando o que eu poderia fazer a mais por aquelas outras pessoas para que saíssem daquela situação de forma que tivessem uma vida mais digna. (ME/Teresina)


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)