Perdoar realmente até o fim

 

O rancor deixa a ferida da ofensa aberta. Já o perdão a faz cicatrizar.
Alguns ferimentos cicatrizam sem deixar marcas. São como as ofensas leves, que perdoamos facilmente e esquecemos.
Outros ferimentos são mais profundos e deixam marcas visíveis como cicatriz. A diferença entre a ferida e a cicatriz é que a cicatriz não dói. É o que acontece quando perdoamos uma ofensa grave a alguém. A lembrança estará sempre presente, porém não nos magoa mais pois já a perdoamos, a ferida já sarou em nosso coração.
O Evangelho nos ensina também que devemos admoestar o nosso irmão quando erra. Porém, o nosso amor misericordioso deve ser maior do que a sua falta e maior do que a punição merecida. Só assim conseguiremos perdoar setenta vezes sete, ou seja, perdoar realmente até o fim.

Apolonio Carvalho Nascimento

Regolamento (500)