Ser benévolo para com todos

 

Existem muitas pessoas benévolas no mundo, basta olharmos com atenção ao nosso redor.
Um grande exemplo foi Tereza de Calcutá. Por causa de sua imensa bondade, certa vez, um jornalista lhe perguntou se ela não se dava conta que algumas pessoas se aproveitavam de sua generosidade. Ao que ela respondeu: “Pode acontecer sim, mas quem estão erradas são elas e não eu.”
Essa deve ser a nossa atitude: fazer a nossa parte sem julgar ninguém. O que importa é o amor que colocamos em tudo o que fazemos pelos outros.
Ser benévolo é fazer o bem sem esperar nada em troca, nem mesmo o reconhecimento ou a gratidão.
Mesmo a quem me faz mal, devo responder com o bem. Se o outro não o aceitar, ele volta para mim. Mas a minha parte terá sido feita.
Ser benévolo é ter a bondade de Deus, que ama todos os seus filhos e espera sempre que trilhem o caminho que os leva até Ele.

Apolonio Carvalho Nascimento

Regolamento (500)