Almoço da unidade

 

Um grupo de jovens de Pelotas, no Rio Grande do Sul, já se encontra há mais de três anos, cada dia conhecendo um pouco mais sobre a espiritualidade do Movimento dos Focolares, aquela da unidade.

Nesse primeiro semestre, os jovens fizeram duas experiências que refletem o amadurecimento da formação e a vontade de colocar tudo em prática.

Como muitos deles são animadores no grupo de jovens da Catedral de Pelotas, na festa de Corpus Christi ficaram encarregados da confecção de um tapete. Para aquela ocasião, pediram para algus membros dos Focolares a ajuda com o almoço para aquele dia de trabalho.

Com a greve dos caminhoneiros, a diocese cancelou a procissão e o tapete, mas os jovens decidiram fazer o almoço mesmo assim, convidando outros grupos de outras paróquias que iriam trabalhar nos tapetes para partilharem suas experiências e experimentarem a unidade, já que havia uma certa disputa entre os grupos de jovens da cidade.

O almoço tinha sido preparado para cerca de 30 pessoas, mas com o convite para viver a unidade entre os grupos de jovens, eles não paravam de chegar.

O almoço acabou servindo mais de 100 jovens e ainda sobrou bastante. “A multiplicação do amor fez com que o milagre acontecesse”, nos escreveram.

Uma nova experiência de unidade começou naquele dia e a Diocese, ao saber do ocorrido, colocou no calendário da pastoral da juventude o “almoço da unidade”, uma vez por ano, na festa de Corpus Christi.

 

Uma Palavra de Vida diferente

Em outra ocasião, os jovens ficaram encarregafos da reunião da Palavra de Vida, na cidade de Pelotas.

Com a concretude de sempre, sugeriram à comunidade que levassem alguma doação de roupas ou alimentos para serem colocados em comum.

Ali mesmo na Palavra de Vida perguntaram se alguém precisava de algo que havia sido doado, suprindo a necessidade dos próximos mais próximos. Depois, tudo o que sobrou foi doado para moradores de rua e pessoas carentes que vivem próximos a Catedral de Pelotas.


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)