As primeiras cidadãs #FomeZero

 

Os adolescentes e os jovens de hoje podem se tornar a primeira geração que consegue erradicar a fome no mundo. Comprova isso os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que os 193 países membros das Nações Unidas aprovaram, no dia 25 de setembro de 2015, comprometendo-se a atuá-los em 15 anos (2015-2030). O segundo, o “Objetivo Fome Zero” é o ponto central do programa. E para poder atingir esses objetivos, a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), recebeu hoje, 22 de junho de 2018, na sede em Roma, 630 meninas (9 a 14 anos), do Movimento dos Focolares. Por meio de uma conexão ao vivo, o evento foi assistido por muitos adolescentes dos cinco continentes, especialmente por 400 deles que participam de um congresso em Loppiano, Itália, na Mariápolis permanente internacional dos Focolares.

É a primeira vez que as jovens gerações do Movimento fundado por Chiara Lubich ultrapassam as catracas da entrada da FAO. Uma grande emoção não somente para aquelas jovens que ocuparam os lugares na famosa sala Plenária, mas, também para os funcionários da FAO.

“Estou realmente feliz de ver esta sala cheia de mulheres, de mulheres jovens”, afirmou Marcella Villareal, diretora da FAO para a Divisão de Parcerias e Cooperação Sul-Sul. “Eu trabalho aqui mais de vinte anos, falei inúmeras vezes nesta sala Plenária, mas, nunca a vi assim tão bonita e cheia de mulheres jovens. Obrigada pelo esforço de vocês na contribuição para atingir o Objetivo Fome Zero.”

Atualmente 800 milhões de pessoas no mundo passam fome. Nos últimos dez anos houve uma diminuição enquanto que, no ano passado, por causa de guerras e mudanças climáticas o número começou a aumentar. “Para nós aqui na FAO é o maior escândalo que existe – afirmou Villareal – e, por isso nós, todo dia, lutamos para que as pessoas tenham o alimento necessário, mas, também, uma vida serena, com qualidade, que as crianças possam ter uma vida plena. Temos a convicção de que, com o nosso trabalho, podemos conseguir erradicar a fome no mundo.”

Em setembro de 2015 as Nações Unidas assinaram o programa de desenvolvimento sustentável que compreende 17 objetivos a serem atingidos até 2030.

“Até então os líderes mundiais nunca haviam prometido de comprometerem-se, todos juntos, em um programa tão amplo e tão universal”, afirmou Sabina Zaccaro, do escritório FAO para a Comunicação Institucional. Para erradicar a fome no mundo (objetivo n. 2) nós precisamos erradicar a pobreza (objetivo n. 1). Mas, para conseguir isso nós devemos viver de maneira sustentável (objetivo n. 12), procurando resolver de maneira concreta a luta com as mudanças climáticas (objetivo n. 13).”

As primeiras cidadãs Fome Zero
Os jovens dos Focolares, dos cinco continentes, podem oferecer uma grande contribuição pessoal e cotidiana para alcançar o objetivo até 2030. No próximo dia 16 de outubro a FAO completará 73 anos e será a ocasião para relançar este objetivo.

Clara Velez, chefe do escritório FAO para a Difusão das Atividades de Promoção, afirmou: “Por ocasião deste aniversário vamos comunicar os assunto aos jornais, à televisão, nas escolas e nas ruas. Todos os anos nós aprofundamos um assunto (imigração, mudanças climáticas, etc.) e, neste ano, trataremos sobre fome zero. E vê-las aqui hoje é maravilhoso! Nesta mesma sala, no próximo dia 16 de outubro, no lugar de vocês estarão os representantes de todos os países. Eles receberão o livro que vocês receberam hoje, que explica como podemos, por meio de ações cotidianas, fazer algo para combater a fome. Na última página do livro tem um passaporte. Hoje vocês se tornarão as primeiras cidadãs Fome Zero. Com direitos e deveres que devem ser respeitados.”

Mas, quais são os deveres dos cidadãos Fome Zero?
Laura Hernandez, do escritório FAO para a Difusão e Atividade de Promoções, disse: “Um terço dos alimentos no mundo é desperdiçado e é jogado no lixo. Tenho certeza que vocês não querem fazer parte deste escândalo. Vocês podem fazer muitas coisas em casa. Por exemplo, quando sobra comida vocês podem congelar ou consumi-la no dia seguinte. Indo ao restaurante, quando sobra comida vocês podem levar para casa. E ainda, ao controlar as embalagens dos alimentos não se deixem enganar. A indicação “data de vencimento” indica até quando o alimento é bom. Mas, se está escrito “consumir preferencialmente até…”, quer dizer que pode ser consumido também alguns dias depois da data estabelecida. Outra coisa importante é a água, um bem muito precioso e não deve ser desperdiçado. Quando escovamos os dentes podemos fechar a torneira. E ainda, lembrem aos pais de usar a máquina de lavar louças só quando está realmente cheia ou a secadora somente quando é necessário.”

O Termo de Compromisso das jovens
Enfim, a palavra das jovens, representadas por Elena e Agnese: “Nós estamos muito honradas e felizes de estarmos aqui. Estamos certas que, de agora em diante, nos comprometeremos com maior entusiasmo por este objetivo. Já nos sentimos parte da geração Fome Zero. É um grande sonho imaginar que também graças à nossa contribuição, dentro de poucos anos não existirá mais fome no mundo. Estamos muito contentes de colaborar com a FAO porque somente unindo as forças poderemos atingir um objetivo tão alto, como Fome Zero até 2030.”

Alguns jovens do Movimento dos Focolares de 11 países recolheram ideias para entender como resolver o problema da fome no mundo.

“Reassumimos essas ideias com um slogan composto por três H: head, heart e hands (cabeça, coração e mãos) e nasceu o nosso Termo de Compromisso. Cabeça para nós significa nos informarmos e estudar a problemática tanto mundial quanto na nossa cidade. Coração, ou seja, sensibilizar a nós mesmos e muitas outras pessoas. Envolver o maior número possível de pessoas para atingir o nosso objetivo. E ainda, fazer ações concretas com as nossas mãos.”

Na conclusão as jovens entregaram à FAO o Termo de Compromisso delas. Depois o gesto simbólico do passaporte: elas escreveram o próprio compromisso no pequeno documento e assinaram. Tornaram-se as primeiras cidadãs #fomezero.

Lorenzo Russo

Rever a transmissão (em inglês)

Source: Site Internacional

Regolamento (500)