A aventura da Unidade

 

A comunidade de São Paulo, do Movimento dos Focolares, viveu uma forte experiência de unidade quando decidiram adiar a Mariápolis no mês de maio, por causa da greve dos caminhoneiros. Foi um “saber perder” conjunto, mas que rendeu bons frutos na nova data escolhida, 7 a 10 de setembro.

Desde a preparação, a dinâmica do amor aproximou toda a equipe. Foram diversos encontros por Skype, conversas no whatsapp, e-mails, telefonemas e encontros presenciais para que tudo se desenvolvesse conforme Deus tinha pensado.

Cerca de 295 pessoas participaram da Mariápolis, de 41 cidades diferentes! Eram crianças, jovens, famílias, idosos, como uma verdadeira família deve ser e todos foram protagonistas deste laboratório de unidade.

Temas como “Unidade com o irmão”, “Unidade com Deus” e “Unidade e Jesus Abandonado”, deram a “alma” do encontro, colocando todos no essencial da vida espiritual.

“Não conhecida nada sobre o Movimento. Gostei muito da proposta da Unidade com Deus, com Jesus Abandonado e principalmente do amor com o irmão. Esses dias foram muito bons, o lugar e as pessoas. É um modelo de mundo perfeito!”, disse Michelle Kalil de Jacareí, no último dia.

Todos os dias, os participantes também eram convidados a viver uma frase do Evangelho, a Palavra de Vida, que norteava o protagonismo no amor de cada mariapolita.

Mas essa Mariápolis não foi só espiritual. Foram diversos os momentos de diálogo e dinâmicas que propiciaram a convivência e a partilha de experiências.

“Saio daqui com o sentimento de que aquelas pequenas coisas que fazemos durante o dia-a-dia são extremamente importantes. Não damos valor em um pequeno ato, como dar bom dia ao porteiro do prédio, mesmo que ele não se importa em responder, mas ver Jesus no outro é não desistir. É amar por você e por ele (…)”, escreveu Monique Marques, de São José dos Campos.

No dia 7, divididos em grupos, os participantes dialogaram sobre Família, Adolescentes, Cidadania e Política, Diálogo Ecumênico, Saúde e Bem-Estar. E no dia 8, puderam visitar e conhecer como o carisma da Unidade inunda diversas áreas do saber na Expo Humanidade Nova, que apresentava temáticas como Educação, Esporte, Social, Saúde e Arte.

Em muitos momentos, essa verdadeira família reunida pode se conhecer melhor em momentos de lazer, como oficinas de artesanato, esportes, alongamentos, ou apenas para bater-papo.

“Em um dos vídeos de Chiara ouvimos: “Que tudo pereça, menos a Unidade!” a Unidade que esteve presente em cada experiência que nos foi apresentada, que conduziu cada gesto de Amor, os mais simples e aqueles que eram como verdadeiras cruzes, mas que fazendo a comunhão de família se tornaram mais leves! Palavras são insuficientes para expressar! Que a riqueza da partilha desta experiência se faça Amor concreto em nossas vidas e “logo aqui seremos todos Um!!!”, concluiu Vitoria Mesquita, de São Paulo, que participava pela primeira vez de uma Mariápolis.

Regolamento (500)