Quando a providência se manifesta

 
“Sou Secretária Escolar e atuo na área há cinco anos pela rede pública de minha cidade, como Secretária contratada.
Nesse ano, a prefeitura passou a atrasar o pagamento dos contratados, e ficamos até com dois meses de salário atrasado.
Me vi diante de uma situação muito delicada, pois eu, sendo a gestora da minha casa (moro com minha mãe e irmã mais nova), sou quem pago as contas, faço as compras do mês, guardo sempre uma reserva para eventuais imprevistos, etc.,
Tive que tomar a difícil decisão de pedir o cancelamento do contrato, pois precisava procurar um outro emprego, onde me desse a certeza de receber um salário ao final de um mês trabalhado. E assim fiz.
Nesse período em que fiquei desempregada recebi ajuda da igreja, de amigos e até mesmo do meu pai, que sendo separado da minha mãe, sempre foi um pai presente. Com a graça de Deus, mesmo saindo da prefeitura, consegui receber depois os salários que estavam atrasados.
Passados três meses, recebo a CONVOCAÇÃO DE UM CONCURSO PÚBLICO na cidade vizinha, para a mesma área em que eu atuava na minha cidade.
Fiquei surpresa com tal convocação, pois este Concurso eu havia feito em 2014, ou seja, há quatro anos atrás.
Fui convocada para uma cidade que eu irei me mudar, pois é a cidade do meu futuro noivo, onde já começamos inclusive a construir nossa casa. E mais um detalhe: na época que fiz o concurso, nós ainda não namorávamos, portanto, eu nem imaginava um dia querer me mudar para lá!
Hoje já estou novamente trabalhando, na área que gosto, na minha cidade futura e com a estabilidade que muitos desejam ter.
Impossível não ver  a Mão poderosa de Deus em tudo isso, junto com a intercessão de Nossa Sra Desatadora dos Nós e Nossa Sra das Graças.
A felicidade é tão grande que não cabe no peito!
E por isso quis partilhar essa alegria, não tanto por mim, mas para que outros vissem o que Deus é capaz de fazer quando nos lançamos e confiamos em Seu Amor!”

Adeline Aparecida


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)