Projeto Dado da Paz transforma escola estadual em Teresina

 

Desde que o Projeto do Dado da Paz foi apresentado a Escola Barão de Gurguéia, em Teresina, Piauí, o ambiente escolar não é mais o mesmo.

O Dado da Paz faz parte de um projeto maior, chamado Living Peace, de alcance internacional que busca levar para as escolas e demais ambientes uma Educação para a Paz. Por isso, o jogo do dado ganhou uma nova vestimenta. Ao invés de números, frases da Arte de Amar, criada por Chiara Lubich, que impulsionam crianças, jovens e adultos a viver concretamente a paz e o amor ao próximo.

Logo que o projeto foi apresentado como proposta de metodologia para a escola, por iniciativa de uma das professoras que participa do Movimento dos Focolares, os professores logo se prontificaram a desenvolver ações.

Dentre as ideias, o lançamento do projeto com toda a escola, uma mostra de painéis de desenhos sobre a paz, roda de conversas com os alunos sobre a temática e visitas a uma casa de idosos.

O lançamento do Dado da Paz

Em junho, alunos, professores e funcionários, cerca de 400, participaram do lançamento do projeto para toda a escola. A alegria era contagiante, certamente baseada na frase do Evangelho: “Felizes os que promovem a paz”.

O evento contou com a participação de dois jovens do Movimento Jovens por um Mundo Unido (Movimento de Amplo Alcance dedicado aos jovens, no Movimento dos Focolares) que apresentaram o Dado da Paz. Além disso, uma faculdade privada da cidade cedeu o local e doou brindes para serem sorteados entre os alunos. Um dia de festa!

As rodas de conversa

As Rodas de Conversas sobre o Dado da Paz aconteceram entre os dias 17 e 19 de setembro e contaram com várias turmas de alunos, professores e funcionários da escola. Foram 4 rodas de conversas com 3 turmas de alunos, totalizando, mais ou menos, 90 alunos a cada evento. Missão desafiadora, mas extremamente importante e necessária.

Durante a abertura foi apresentado um vídeo chamado “Pequenas atitudes, grandes transformações”, onde a atitude de fazer o bem ao outro contagia as pessoas e cria uma corrente do bem.

Em seguida, foi apresentado o resumo do Projeto Living Peace (Dado da Paz) com as ações já realizadas na escola.

Psicólogos, orientadores de educação e professores convidados participaram das rodas de conversas.

O diálogo foi muito simples, aberto e livre. Com muita naturalidade os alunos contaram suas experiências do Dado, lançado em sala de aula há alguns meses, desde o lançamento em junho.

Alguns alunos deram depoimentos, inclusive pedindo perdão, como fez uma aluna que, durante o evento, pediu desculpas pelo que fez a uma outra e foi logo abraçá-la diante de todos.

Nas rodas de conversas, os alunos também compartilharam depoimentos fortes sobre suicídio, mutilação e depressão, muitas vezes encorajados por outros que viveram as mesmas experiências e os aconselhavam a buscar ajuda.

Uma aluna que disse a todos ter tentado tirar a própria vida falou no final: “…esta roda de conversas já está me ajudando, saio daqui muito mais tranquila e em paz. Este projeto é maravilhoso!”

Uma psicóloga presente se colocou à disposição para ajudar essa aluna que pensava em tirar a própria vida.

Diante de muitos pedidos de ajuda por parte dos jovens e também de muitas falas a atitudes de esperança, os professores relataram a responsabilidade e a necessidade de estar ainda mais perto dos alunos para acompanha-los com a escuta solidária e cheia de amor por cada um deles.

Os convidados e os professores elogiaram o Projeto, admirados pela adesão e maturidade dos alunos.

Visita aos idosos

No fim de outubro, os alunos tiveram mais uma oportunidade de colocar em prática o Dado da Paz, com a visita à Casa de Idosos Frederico Ozanan. Eram aproximadamente 40 alunos e 6 Professores.

A delicadeza dos alunos e a relação estabelecida com os idosos foi algo comovente e envolveu a todos numa tarde de felicidade. Dois idosos deixaram seus depoimentos: “…foi ótimo! Estou feliz”, com um largo sorriso no rosto. E outro disse: “Estou me sentindo jovem como vocês”.

Uma ex-professora de matemática, residente no asilo, em uma cadeira de rodas e sem uma das pernas cantou uma paródia para os alunos.

Um outro senhor que havia sofrido dois AVCs disse, olhando nos olhos dos alunos e com lágrimas nos olhos: “…estudem e não façam como eu que bebia e fumava… estudem para não virem parar aqui…”

Ao concluir, o clima foi de festa e cheio de abraços, beijos e declaração de amor. E muitos dos alunos adotaram alguns dos idosos como avós e não queriam ir embora.

Compartilhando a experiência

No dia 26 de outubro, a Escola Barão de Gurguéia foi convidada para apresentar o Projeto do Dado da Paz no Liceu Piauiense, durante um evento no auditório da Escola, onde o tema era o Bullying. Foi um show!

 

Os alunos foram muito aplaudidos pelas mais de 250 pessoas presentes no auditório. Todos escutavam, maravilhados e emocionados, o forte depoimento da aluna que disse que se auto-mutilava.

Percebia-se claramente a alegria que tomou conta do ambiente e, especialmente, a alegria dos alunos que já estão compartilhando suas experiências do Dado da Paz com outras pessoas de outras escolas.


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)