Abrir-se com alegria ao irmão

 

O que o irmão espera de nós?
Talvez nunca consigamos dar-lhe tudo aquilo de que necessita do ponto de vista material. Podemos oferecer-lhe uma assistência ocasional, um apoio nas dificuldades, sendo solidários com sua dor ou comemorando as suas vitórias.
Mas na verdade, a sensibilidade do outro deve perceber que o fazemos com alegria. Não é por obrigação ou por desencargo de consciência. É por amor. E quem ama traz em suas ações a marca da alegria.
Uma alegria que representa a paz interior que possuímos e que desejamos partilhar com todos.
Uma alegria que brota da consciência de que Deus está presente em cada pessoa. Portanto, abrir-se ao irmão é abrir-se a Deus, que é a razão da nossa alegria.
É o jogo do amor de Deus em nossa vida: quanto mais oferecemos alegria, mais alegrias temos em nosso coração; quanto mais amor doamos, mais temos para doar.

Apolonio Carvalho Nascimento


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)