“Nós”: uma proposta, um desafio

 

A Mariápolis – típica manifestação anual realizada pelo Movimento dos Focolares no mundo inteiro – contou com a presença de cerca de 400 pessoas oriundas de todo Pará e Amapá. Deus Amor, o amor ao irmão, a presença do Espírito Santo, foram pontos fortes da espiritualidade dos Focolares que ajudaram a descoberta do “nós” como contrário do individualismo.

Nos quatro dias passados na Mariapolis permanente da Amazônia – a “Mariápolis Glória” – os “mariapolitas” puderam ser construtores, em primeira pessoa, de uma autêntica cidade – Mariápolis significa “cidade de Maria” – onde a única lei é o amor recíproco.

Jovens, crianças, adultos, famílias inteiras, viveram uma autêntica experiência de fraternidade que vai para além da raça, da idade, da cultura, da posição social.

Participando em fóruns temáticos e workshops, conferências e atividades lúdicas, todos foram testemunhas da construção de uma humanidade renovada pelo Evangelho.

Conversões, descoberta de Deus-Amor e mudanças de vida foram as impressões deixadas pelos “mariapolitas” que partiram com a decisão de serem fermento de uma sociedade nova. Casais à beira da separação, jovens não crentes, adultos não praticantes, encontraram neste clima de amor recíproco, a vontade e a coragem de serem protagonistas e construtores da revolução evangélica.

“Vi no meu marido a vontade e o esforço em ser um pai e um marido mais amoroso, assim como eu em ver melhor as limitações do outro. Não dá pra dizer tudo que nos tocou, são muitas coisas e também muitos desafios que nos dispomos a fazer agora. Contamos com todos vocês nessa caminhada”, escreveu uma mariapolita.

A Mariápolis amazônica contou com a presença do Arcebispo de Belém, D. Alberto Taveira, que respondeu às perguntas sobre o Sínodo dos bispos sobre a Amazônia, que decorrerá em outubro de 2019. Entre outras coisas, sublinhou a importância dos leigos para a evangelização.

Foi abordado também o tema da Campanha da Fraternidade: “Políticas públicas”, e apresentadas estratégias de participação ativa dos cidadãos na Coisa Pública, capazes de modificar positivamente as políticas injustas.

Alguns jovens de Benevides apresentaram o que foi para eles participar da grande Jornada Mundial da Juventude no Panamá, com o Papa Francisco: “Voltamos transformados a concretizar aquele “sonho” pelo qual fomos: Jesus Cristo.

 

O Projeto Amazônia, ação de evangelização promovida pelo Movimento dos Focolares na Amazônia desde 2005, foi também apresentado, como resposta concreta aos apelos da Igreja e ao Sínodo. Este ano, pela 5ª vez consecutiva, esse Projeto se realizará na diocese de Óbidos, com a presença ativa, além de leigos evangelizadores, de pessoal técnico na área da saúde.

“Mariapolis é um momento único. É uma experiência que levamos para a vida, servindo para o crescimento espiritual”, concluiu uma mariapolita.

 

 


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)