Escola de Jovens por um Mundo Unido: construtores de um mundo novo

 

O convite para participar da Escola de Jovens por um Mundo Unido na Mariápolis Ginetta começa com uma frase instigadora:

 

Se você nasceu num mundo onde não se encaixa, então você nasceu para criar um mundo novo”.

Rodeados de muito verde e pela comunidade de habitantes da Mariápolis Ginetta, uma comunidade que busca colocar em prática a espiritualidade da Unidade dos Focolares, os jovens da Escola JPMU são convidados conviver 24 horas por dia com outros jovens, de diferentes países, estados, religiões e culturas.

“Nenhum dia é igual ao outro. Nos fins de semana, sempre que possível temos uma atividade legal para fazer. E quando não temos, então é o momento de parar, olhar pra si, e encarar muitas vezes aquilo que nos machuca, mas faz parte do processo de amadurecimento que a escola nos oferece, além de viver com pessoas de diversos países e culturas diferentes”, contou José Altino, de Assis, São Paulo, que está na Escola JPMU este semestre.

E como eles experimentam criar um mundo novo? Durante seis meses, tempo de duração da escola, os jovens participam de atividades teóricas e práticas envolvendo espiritualidade, trabalho social, artes, esportes, ecologia, entre outros. Desenvolvem novos conhecimentos, habilidades e atitudes.

Mas o ponto fundamental para essa experiência de vida enriquecedora está na convivência com os outros, em um processo de profundo autoconhecimento e de doação pelo próximo, tudo regido pelo carisma da espiritualidade coletiva do Movimento dos Focolares. De acordo com essa espiritualidade, o caminho para se chegar a Deus, ou à felicidade máxima, passa sem dúvidas pelo amor ao irmão.

“Para mim, a experiência é muito desafiadora em muitas questões da minha vida pessoal porque me ajuda a corrigir certos aspectos que sempre quis melhorar. Conviver com os outros é poder colocar em prática tudo o que aprendemos nas aulas teóricas. No fim, tudo se resumo no amor ao próximo! É uma experiência divertida, emocionante e um desafio”, completou Aaron Torres, do México, da Escola JPMU 2019.

Se você também se interessou em ser um agente de paz e de unidade no mundo e deseja viver a experiência da Escola de Jovens por um Mundo Unido, saiba mais em: https://www.jovensporummundounido.com.br/ ou escreva para: contato: contatoejmu@gmail.com

 

contatoejmu@gmail.com


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)