“Relacionamento: oportunidades de amar”

 

Por Helen de Melo

A Casa de Retiros Maria de Loreto recebeu 190 pessoas entre crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos, religiosas, sacerdotes e pessoas de denominações cristãs diferentes, para o encontro da Mariápolis (Cidade de Maria), evento anual realizado pela comunidade do Movimento dos Focolares, destinado principalmente, para pessoas que desejam conhecer a espiritualidade da unidade.

O encontro ocorreu entre os dias 21 e 23 de junho em Manaus (AM). Durante os três dias os participantes da Mariápolis, chamados de mariapolitas, tiveram a oportunidade de dispor de uma convivência fundamentada no amor recíproco, na paz e na fraternidade.

Do Amazonas (AM) participaram pessoas dos municípios de Manaus, Autazes, Itacoatiara, São Sebastião do Uatumã, Maués e Parintins. Do estado de Rondônia (RO) vieram pessoas dos municípios de Porto Velho e Ji-Paraná. De Rio Branco capital do Acre (AC) participou uma pessoa, e ainda participaram pessoas do Distrito Federal (DF), e uma do estado do Rio de Janeiro (RJ).

Tema

Esse ano o tema da Mariápolis em Manaus, foi “Relacionamento: Oportunidades de Amar”, com o objetivo de aprofundar os relacionamentos sob quatro aspectos: o relacionamento comigo mesmo, o relacionamento com Deus, o relacionamento com o próximo e o relacionamento com o meio ambiente.

Durante os três dias, se procurou refletir, interiorizar e vivenciar os relacionamentos. Primeiro consigo mesmo, na busca do ser humano de se conhecer, de se perceber e de compreender a si mesmo. Por isso, a necessidade de se considerar a relação que mantemos conosco.

Com relação ao relacionamento com Deus, foi refletido que na medida em que se aumenta a relação com Deus, é possível encontrar o sentido para muitas outras coisas. Quando se aprofunda esse relacionamento com Deus essa relação tende a crescer.

O terceiro aspecto aprofundado foi o relacionamento com o próximo, que pode ser considerada a base da vida cristã: o amor a Deus e ao próximo. A relação com Deus pode ser um fator decisivo para a construção de um bom relacionamento com as pessoas e com o mundo em que vivemos.

Vivemos em sociedade convivendo com diversas pessoas, e querendo ou não, nos relacionamos com pessoas que nós gostamos, e também com pessoas com as quais temos dificuldade de nos relacionarmos, e não podemos ser indiferentes a essa condição.

Por isso, a importância de aprofundar também o relacionamento com o outro. Nós percebemos que na medida em que nos relacionamos com os outros conseguimos nos entender melhor com nós mesmos. 

O último aspecto abordado foi o relacionamento do homem com o meio ambiente. O tema tratado foi sobre Carta Encíclica Laudato Si’, lançada em 2015, pelo Papa Francisco, sobre o cuidado da casa comum. Nesse documento, o pontífice pretende especialmente entrar em diálogo com todos acerca da casa comum, que é o planeta terra.

Nesse contexto, o Papa Francisco fala a problemática ecológica consequente da atividade descontrolada do ser humano e com a exploração inconsiderada da natureza. O Papa considera que com isso, o ser humano começa a correr o risco de destruí-la e de vir a ser, também ele, vítima dessa degradação ambiental e das alterações climáticas.

Diante dessa realidade, o Papa viu a necessidade urgente de uma mudança radical no comportamento da humanidade em relação ao cuidado com o meio ambiente. Na medida em que nós não cuidamos dessa casa comum, também não cuidamos de nós mesmos.

Aprofundando esse quarto aspecto, se fecha o ciclo no qual o homem faz parte. Mas é importante destacar que na Mariápolis se propôs refletir sobre esses relacionamentos. Porém, essas relações devem ser aprofundadas no dia a dia.

Encontro da família

Esse ano a Mariápolis teve uma particularidade, a participação de crianças e adolescentes, que também tiveram, paralelamente na programação, momentos formativos sobre os temas. Mas em boa parte da programação eles puderam participar juntos com os demais mariapolitas.

A comunidade do Focolare de Manaus resolveu, esse ano, fazer uma experiência diferente dos outros anos, e dar a possibilidade também para que as famílias pudessem trazer os filhos para participar do encontro.

É importante que desde o início do desenvolvimento a criança tenha a possibilidade de crescer e conviver num ambiente de harmonia e de amor.

Diante dessa possibilidade, o médico Jefferson Cardoso chegou para o encontro com a esposa e as duas filhas do casal, uma de três anos e a outra de 13 anos.

“O encontro que serviu também para eu refletir sobre o relacionamento familiar. Na correria do trabalho diário percebi que a família ficou em segundo plano, e essa rotina causou sérios problemas familiares. Porém, eu entendi que deveria retomar o convívio tanto familiar quanto com a comunidade do Focolare”, disse.

Preservando o meio ambiente

As crianças e adolescentes participaram de uma oficina de reciclagem com o objetivo de incentivá-los a preservar e conservar o meio ambiente. A proposta foi reutilizar materiais plásticos, como tampas e garrafas pet, que seriam jogados no lixo.

Os participantes usaram a criatividade, utilizando esses materiais recicláveis, na confecção de brinquedos e de outros objetos como poltronas e mesa de centro, fabricados com garrafas pet. 

Com a atividade, eles aprenderam que parte do material descartado diariamente pode ser reaproveitado utilizando a reciclagem. 

 

Impressão dos Mariapolitas

O assistente financeiro, Paulo Sérgio Marques, participou da Mariápolis pela primeira vez, e disse que ficou contente em poder encontrar pessoas que compartilham da mesma experiência que ele já procura vivenciar no seu dia a dia.

Paulo Henrique disse que o encontro da Mariápolis o ensinou a aprimorar o amor pelo irmão e se colocar no lugar dos outros nos momentos de dificuldades do próximo.    

Antes de conhecer a espiritualidade da unidade, Thalita Ferreira, disse que se sentia uma pessoa totalmente perdida, mas o contato com a comunidade do Focolare a transformou em uma pessoa melhor, mais alegre e mais comunicativa.

“Com esse encontro eu me sinto mudada, sinto que algo se transformou em mim. Eu quero levar esse espírito da Mariápolis para a minha nobre meta”, destacou.


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)