Compartilhar as alegrias e as dores

 

Quando existe amor mútuo entre nós, existe também comunhão de vida.
Alegrias e dores, sucessos e insucessos, saúde e doença, abundância e necessidades. Tudo em comum, porque tudo é meu e tudo é de todos.
A alegria compartilhada se multiplica nos corações e tem um colorido diferente de quando é vivida de forma individual.
A dor compartilhada é um fardo leve de suportar, porque não estamos nunca sozinhos.
Quem experimenta viver em comunhão, entende o que significam palavras como: comunidade, amor fraterno, paraíso.
Onde há pessoas que compartilham alegrias e dores, há ali um toque do divino, porque é assim que se vive no paraíso: no amor mútuo e com a presença de Deus.

Apolonio Carvalho Nascimento


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)