Consolidar a nossa confiança em todos

 

Esse é um exercício constante na prática quotidiana: em casa, no trabalho, pela rua.
A violência e a falta de segurança nos levam a ter uma atitude contrária, ou seja, de extrema desconfiança em todos. Passamos a viver isolados e com medo.
Examino a minha consciência e me pergunto: Eu inspiro confiança nos outros? Eu me julgo uma pessoa boa, bem-intencionada?
Se a resposta é sim, é um primeiro passo para confiar também nos outros. Eu não sou exceção de regra, existem muitas outras pessoas boas.
Procuro confiar em quem está mais perto de mim. Aprendi a confiar e vi que vale a pena.
Confio na presença de Jesus em cada próximo, a qual se manifesta quando estimulada pelo bem, pelo amor.

Apolonio Carvalho Nascimento


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)