Projeto de Extensão da UFRGS aborda direito e fraternidade com população de rua

 

Um projeto de extensão universitária existe para que a comunidade acadêmica retorne para a sociedade os investimentos feitos na educação pública. E desde 2013, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul conta com um grupo de estudos sobre direito e fraternidade. Este grupo realizou um projeto de extensão que tem um significado especial para o Movimento dos Focolares.

É o Projeto de Extensão Direito e Fraternidade, criado pela professora Luciane Barzotto, da Faculdade de Direito, que reuniu parceiros como o TRT-RS, as ONGs Cozinheiros do Bem, Viver de Rir e Afaso. Inspirado no carisma da Unidade de Chiara Lubich, o projeto de extensão é uma expressão desse carisma no mundo acadêmico, levando para toda a comunidade a reflexão sobre a unidade e a fraternidade no Direito.

Este ano, o projeto de extensão ganhou ainda mais notoriedade, ao reunir outros cursos da UFRGS, como o de Letras, sob iniciativa da professora Cláudia Scheeren, e o de Enfermagem, sob iniciativa da professora Themis Dovera. Juntos, estão delineando uma verdadeira Rede Universitária de Estudos sobre Fraternidade na UFRGS!

De 21 a 25 de outubro, durante os 20 anos de extensão da UFRGS, o projeto desenvolveu uma atividade embaixo do Viaduto da Conceição, engajando alunos da universidade em uma Mostra Interativa de Extensão que levou as temáticas da cidadania e da fraternidade para a população de rua.

Durante a mostra, o grupo expôs o trabalho desenvolvido na extensão universitária por meio de livros, folhetos, workshops, experiências compartilhadas e também com atividades interativas como o jogo do Dado da Paz, um mural de arte coletiva e até um livro coletivo. Ao final da mostra, o projeto recolheu centenas de respostas dos participantes sobre “O que é fraternidade para você e como você poderia viver pela fraternidade”. Confira apenas duas dessas:

Fraternidade é ver o outro como seu igual, agindo frente ao próximo com respeito, reciprocidade, empatia.

Modo do ser humano viver em unidade, com cada pessoa reconhecendo o outro como irmão, respeitando a igualdade e liberdade de cada um!

 

A mostra também contou com atividades de mindfullness, uma apresentação sobre o projeto Educação para a Paz, outra sobre a ONG Afaso e uma palestra da presidente do TRT4, a desembargadora Vania Cunha Mattos sobre “Os desafios do Direito do Trabalho e da Justiça do Trabalho”.


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)