Ser acolhedor para com todos

 

Um acolhimento padronizado, como o que é oferecido em empresas privadas ou públicas, é agradável, deixa os clientes satisfeitos, mas não é o ideal.
O acolhimento deve ser personalizado, segundo a necessidade de cada pessoa. Dessa maneira ele se torna humanizado e a pessoa se sente, não apenas bem acolhida, mas amada.
Cada pessoa tem o seu temperamento, sua cultura, sua formação, suas carências afetivas e materiais. Devemos considerar tudo isso, e oferecer aquilo que está ao nosso alcance.
Talvez, não tenhamos a solução de seus problemas, mas podemos doar-lhe paz, luz e força, para enfrentar as suas próprias dificuldades com coragem, e com a certeza de que não está sozinha.
A acolhida que damos ao próximo, Jesus a toma como feita a si. E esta será levada em conta no dia do nosso encontro definitivo com Ele: “Porque eu estava com fome e me destes de comer; estava com sede e me destes de beber; eu era forasteiro e me recebestes em casa.” (Mt 25,35)

Apolonio Carvalho Nascimento


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)