Que seja o amor a guiar cada nossa ação

 

Quando o amor guia o nosso pensar, guia também o nosso agir.
Já conhecemos bem as consequências do amor: uma vida de luz, de coragem para enfrentar as dificuldades, de discernimento para tomar decisões, de comunhão com os irmãos e irmãs, de felicidade plena. Não esquecendo que junto com tudo isso vêm as incompreensões e as perseguições.
Aderir ao amor e deixar que ele guie os nossos passos, as nossas ações, significa aceitar o mesmo caminho percorrido por Jesus: paixão, morte, ressurreição.
Cada ação nossa pode conter essas três dimensões do amor: o ardor pela missão, a morte do nosso “eu” e a ressurreição do “nós”. 
Não posso chegar sozinho ao Paraíso, devo levar comigo uma multidão, ou, no mínimo, mais uma pessoa. E devo conquistá-las através de minhas ações impregnadas de amor.

Apolonio Carvalho Nascimento


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)