Foi a mim que o fizeste

 

O casal Maria Angélica e Cesar, de Lorena, São Paulo, membros do Movimento dos Focolares, foi convidado pelo bispo da cidade para organizar e reativar a Cáritas Diocesana.

Nesse momento de pandemia e isolamento social, o casal reuniu a equipe e todos juntos prepararam um projeto a fim de recolher doações para as pessoas em vulnerabilidade social.

Despedida dos “novos amigos” para a Fazenda da Esperança.

Tudo foi elaborado em diálogo e escuta com o bispo e demais padres das paróquias da diocese. “Nossa atitude foi de acatar várias das opiniões e ponderações pensando na Palavra ‘quem vos ouve, a mim ouve’ e, depois, de reforçar as propostas já vistas junto com a equipe”, contou Maria Angélica, para o nosso site.

Com a aprovação e o encorajamento do bispo, agora a equipe articula, também por meio de muito diálogo, as necessidades que chegam por meio das paróquias e a partir delas encaminha cestas básicas para que sejam distribuídas para os mais necessitados.

Em paralelo, a nova equipe, em parceria com a Fazenda da Esperança, também manteve um diálogo com diversos dependentes químicos em situação de rua e propôs a eles uma experiência de recuperação na Fazenda. Três deles demonstraram interesse, já foram encaminhados e terão a chance de reconstruir a própria vida.

“É gratificante esse trabalho, pois nos faz enxergar e nos aproximar dos “menores” de nossas comunidades e também nos aproxima da hierarquia da igreja local. Em cada um deles vemos Jesus e Ele nos diz: ‘foi a mim que o fizeste’, completou.


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)