Estar atento às necessidades dos outros

 

Às vezes, basta um mínimo de atenção para deixar alguém contente. A necessidade maior é essa: um pouco de atenção.
Depois, segundo a ocasião e as possibilidades, prover o que a pessoa mais precisa no momento.
A partilha sempre faz bem aos dois lados: a quem doa, porque vive o desapego, e a quem recebe, porque se sente atendido em sua necessidade.
A partilha é um modo de dizer ao outro que ele é importante para nós, que queremos seguir juntos na caminhada.
A comunhão é vivida tanto por quem doa alguma coisa, quanto por quem comunica a sua necessidade.
Os primeiros cristãos viviam de tal maneira o amor mútuo e a partilha, que se dizia não haver indigentes entre eles. (Cf. At 4,34)
Que seja assim também entre nós. Que não nos falte o alento material e, sobretudo, o espiritual. Que Deus não nos falte nunca.

Apolonio Carvalho Nascimento


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)