Dar sem pretender nada em troca

 

Só aprendi a dar sem esperar nada em troca, quando entrei em contato com pessoas que não tinham nada para retribuir.
Na minha juventude, junto com muitos outros jovens, imbuídos pelo ideal de um mundo unido, escolhemos duas comunidades muito pobres de nossa cidade para visitar aos domingos.
Foi uma experiência que marcou a minha vida. Colocar a fraternidade em ato com pessoas que, do ponto de vista material, não tinham nada para nos dar.
Não era um simples serviço assistencial, era mais do que isso. Era doar a vida em favor daquelas pessoas que eram nossa própria gente.
Hoje, no meu trabalho e na vida em geral não é diferente. É uma prática diária de dar sem pretender nada em troca, simplesmente porque me sinto irmão de cada pessoa que encontro.

Apolonio Carvalho Nascimento


Compartilhe no

Facebook WhatsApp

Regolamento (500)